“A ‘terra da garoa’ se transforma na ‘cidade das tempestades’: mudanças climáticas evidenciam nova realidade em São Paulo”

O tradicional apelido da cidade de São Paulo, que remetia à sua conhecida garoa, está rapidamente se tornando obsoleto diante das recentes evidências climáticas. Dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) destacam um aumento significativo na frequência e intensidade das chuvas extremas na capital paulista.

Entre 1960 e 1990, a cidade registrou 108 dias com chuvas superiores a 50 mm, apenas 13 dias com precipitação acima de 80 mm e meramente três dias com mais de 100 mm de chuva. Entretanto, de 1991 a 2020, esses números aumentaram para 152, 34 e 11 dias, respectivamente.

Há cerca de dezessete anos, o renomado climatologista Carlos Nobre já alertava para essa mudança em uma entrevista ao Jornal Nacional, prevendo tempestades mais severas e eventos climáticos extremos. Contudo, mesmo com a ciência prevendo um aumento gradual nas temperaturas, Nobre admite que as mudanças ocorreram mais rapidamente do que o previsto, evidenciando um cenário ainda mais preocupante.

A influência da ilha de calor urbana tem exacerbado os impactos das mudanças climáticas na região metropolitana de São Paulo. O calor intenso proveniente da urbanização intensa contribui para a intensificação das ondas de calor e das tempestades, que se tornam mais devastadoras devido ao ambiente aquecido. Nobre lamenta a perda da tradicional garoa paulistana, explicando que o aumento da temperatura impede a condensação do vapor de água necessária para sua formação.

Ao longo dos anos, as chuvas intensas se tornaram mais frequentes, resultando em inundações e enxurradas devido à falta de áreas permeáveis para absorver a água. Nobre destaca a importância da restauração da vegetação urbana como uma solução crucial para mitigar os efeitos adversos do clima, reduzindo a temperatura e melhorando o ambiente urbano. Ele ressalta que essa medida é essencial e urgente para enfrentar os desafios das mudanças climáticas na cidade de São Paulo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *