Trabalhador terceirizado morreu na semana passada, dia 6.

Trabalhadores da Refinaria Henrique Lage (Revap) fizeram um protesto na manhã desta segunda-feira (12), em São José dos Campos (SP). O protesto durou cerca de 1h30.

Segundo o Sindicato dos Petroleiros, o motivo da manifestação foi a morte de um funcionário dentro da Revap na semana passada.

De acordo com o sindicato, a morte foi dentro da Revap, causada por politraumatismo. Porém, inicialmente, a empresa informou que a suspeita era de que o trabalhador tivesse sofrido um mal súbito. No protesto, o sindicato pediu transparência na apuração sobre o acidente.

A Petrobras enviou uma nota informando que o funcionário foi encontrado caído próximo ao acesso à unidade, que recebeu atendimento da equipe de saúde e foi levado para o hospital, mas não resistiu e morreu.

Ainda segundo a Petrobras, não foram encontradas condições anormais no local e o funcionário ainda não tinha iniciado suas atividades.

O caso está sendo investigado pela direção da unidade. Sobre os questionamentos feitos hoje pelo sindicato, a empresa informou que apura as informações.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *