A expectativa é de velocidade até 20 vezes maior para os usuários.

A tecnologia de conexão de internet 5G começou a chegar a Presidente Prudente (SP) em maio de 2023 e a substituir o sinal 4G. Isso significa que a população pode ter mais velocidade e menor tempo de resposta ao navegar em sites, realizar downloads ou até mesmo jogar e consumir conteúdos em plataformas de streaming. As oportunidades também são promissoras para empresários da tecnologia.

Essa nova tecnologia de conexão de internet sem fio, que já está disponível em diversas cidades do país, oferece maior capacidade de dados e menor latência, o que permitirá a criação de novas aplicações e serviços que antes eram impossíveis.

É o fim do chamado “delay”, aquela espera de segundos para que uma página carregue ou as informações cheguem até o dispositivo. O 5G vai além de uma conexão mais rápida: a expectativa é de uma revolução na indústria, nos carros autônomos, nos ambientes de realidade virtual e na telemedicina, entre outras áreas.

A mudança do 4G para o 5G pode representar uma velocidade até 20 vezes maior, chegando até 20GB de conexão.

De acordo com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), a previsão é de que o 5G chegue a todo o Brasil em dezembro de 2029. Em Presidente Prudente, ainda conforme a agência, “considerando tratar-se de um município com população entre 200 e 500 mil habitantes, a obrigação de liberação da faixa estabelecida no Edital do 5G seria em 30 de junho de 2023. Entretanto, a liberação já ocorreu de forma antecipada, desde 2 de maio último”.

Segundo o secretário municipal de Tecnologia da Informação, Helton Molina Sapia, a cidade está antecipada quanto à liberação para uso e ocupação de solo, regulamentada pela lei municipal.

“Sabendo disso e antecedendo a chegada do sinal, ainda no ano passado, nós começamos a estudar toda a legislação de Presidente Prudente e a ajustamos para ficar compatível com o 5G. A partir do decreto assinado em 2022, a cidade está preparada, do ponto de vista de uso e ocupação do solo, para receber esse volume de pedidos de instalação”, explicou o secretário ao g1.

Ainda de acordo com Sapia, esse novo tipo de conexão traz diferenças nas estruturas quando comparado com o 4G, já que para a tecnologia anterior eram necessárias torres enormes e um terreno para a instalação. “É uma antena menor, uma estrutura mais moderna, então, elas dispensam as torres. Essas antenas podem ser instaladas em fachadas de edifícios, em praças ou diversas outras estruturas até mesmo no prolongamento de um poste”, esclareceu.

O adiantamento da legislação torna mais fácil a instalação de antenas pelas concessionárias, ou seja, pelas operadoras de telefonia que operam no município, já que não encontram barreiras, o que pode ocorrer com cidades que ainda não se atentaram à nova demanda.

A Anatel esclarece que, de acordo com os compromissos do edital do 5G, as prestadoras nacionais (Claro, Vivo e Tim) possuem obrigação de atender a cidade, com a proporção de 1 estação a cada 15 mil habitantes, até 31 de julho de 2026.

“Consultando o dashboard de estações licenciadas, verificamos que a cidade ainda não possui estação do 5G ativada. Ressaltamos que os dashboards são atualizados diariamente, constituindo fonte de informação atualizada para consultar a liberação da faixa de 3,5 GHz e o licenciamento de estações do 5G para qualquer cidade de interesse”, informou a agência ao g1.

Oportunidade de empreender e qualidade para a população

Com a nova tecnologia em pleno funcionamento, novas oportunidades tendem a surgir, em diversos campos de atuação. Sejam para empresários que podem usufruir da nova gama de possibilidades ou até mesmo para a população que pode aproveitar uma conexão melhor e com opções de lazer expandidas.

Para o diretor da Fundação Inova Prudente, Diego Andreasi, as chances de negócio e inovação são grandes com o 5G.

“Dado que existem uma baixa latência e alta velocidade e maior alcance, você consegue levar internet a locais que não tem. Por exemplo, o agro, existe possibilidade de negócios nessas áreas. A gente já viu ideias que não foram viabilizadas porque a internet não chega ou chega muito ruim no campo”, enfatiza Andreasi.

O diretor também diz que vê oportunidades na área industrial, conseguindo aumentar a produtividade por meio da conectividade entre os equipamentos, na saúde, com a telemedicina, na educação, a partir da criação de novos dispositivos didáticos e também na automação.

“Hoje são poucas pessoas que têm algum ou outro aparelho que é conectado no wi-fi. Com o 5G, os especialistas falam que mais coisas estarão conectadas do que celulares. Hoje temos mais celulares do que coisas. Vejo empresas prestando serviços para pessoas que não querem empreender ou não têm o domínio”, finaliza.

O empresário Diego Cunha, que presta consultoria em Segurança da Informação, diz que, quanto maior a velocidade de comunicação entre pontos extremos, melhores as aplicações serão aproveitadas e maior será o desempenho das aplicações na rotina diária, o que impacta nas oportunidades de negócio.

“Chegando a rede 5G com qualidade no nosso território, obviamente nós evitaremos perda de negócios. Além de melhorar e conseguir mais prestação de serviços dentro dessa nova frequência”, afirma Cunha.
 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *