Categoria iniciou uma paralisação há mais de 24 horas e reivindica melhores condições de trabalho. Empresa responsável pelo serviço tenta negociação para retorno do trabalho.

A Prefeitura de São José dos Campos (SP) iniciou uma ação emergencial para coleta de lixo orgânico na cidade em meio à greve dos coletores, que está em andamento há mais de 24 horas.

A categoria iniciou uma paralisação na tarde da última segunda-feira (5) e reivindica melhores condições de trabalho. A Beta Ambiental, empresa responsável pelo serviço, tenta negociação para retorno do trabalho – leia mais detalhes abaixo.

De acordo com a gestão municipal, a ação emergencial teve início por volta das 7h desta quarta-feira (7). A medida tem como objetivo minimizar o impacto do material que não foi recolhido nos últimos dias.

Ainda segundo a prefeitura, até que o serviço seja reestabelecido por parte dos coletores, a coleta será feira com 45 caminhões e 120 funcionários da Urbam.

Greve dos coletores
Os coletores de lixo de São José dos Campos (SP) iniciaram, nesta quarta-feira (7), o segundo dia consecutivo de greve. Eles reivindicam melhores condições de trabalho.

A paralisação começou na manhã desta terça-feira (6), quando a categoria decidiu não sair para a coleta, que deveria ter começado às 6h20.

Mais tarde, nove funcionários foram demitidos pela empresa responsável pelo serviço, a Beta Ambiental, que alegou que o desligamento foi motivado pelo fato de que esses trabalhadores estavam impedindo a entrada de outros colaboradores na sede.

De acordo com a empresa, uma assembleia com os trabalhadores será realizada às 9h30 desta quarta-feira. A ideia é que as partes cheguem a um acordo e o serviço de coleta seja reestabelecido.

A empresa assumiu o serviço em junho do ano passado e, desde então, essa é a terceira paralisação feita pelos coletores do município. São cinco anos de contrato.

A primeira greve aconteceu em outubro, quando o motivo foi a reivindicação por melhores condições de trabalho, e a segunda em maio deste ano, por falta de pagamento de benefícios.

O que diz a Prefeitura de São José dos Campos?
Em novo posicionamento enviado ao g1, a Prefeitura de São José dos Campos informou que abriu um TCI (Termo de Constatação de Irregularidade), que é um comunicado à empresa para que a situação seja regularizada dentro de um prazo.

Caso isso não aconteça, um processo pode ser aberto com geração de multa. A gestão informou também que, caso o serviço não seja reestabelecido, a Urbam passará a recolher o lixo orgânico.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *