Conforme o boletim de ocorrência, Luís Carlos Vieira da Silva teria tentado agredir agentes, momento em que foi empurrado por um deles e bateu a cabeça.

Um idoso de 66 anos morreu após fraturar a cabeça durante uma confusão com agentes de escolta penitenciária em frente ao Hospital Léo Orsi Bernardes (HLOB), em Itapetininga (SP).

A morte foi confirmada na terça-feira (6) por familiares de Luís Carlos Vieira da Silva, quatro dias após o ocorrido.

De acordo com o boletim de ocorrência, na tarde de sexta-feira (2), o idoso acompanhava o atendimento médico de um paciente quando passou a discutir com dois policiais que faziam a escolta de detentos. Ainda não há informações sobre o que teria motivado a briga.

Durante a confusão, Luís Carlos teria tentado agredir os agentes, momento em que foi empurrado por um deles e bateu a cabeça na calçada.

Ainda segundo o registro policial, o idoso foi atendido pelas equipes do HLOB e, na sequência, foi transferido para o Hospital Regional de Sorocaba (SP). No entanto, diante do quadro de hemorragia cerebral, ele não resistiu aos ferimentos e morreu.

O corpo de Luís Carlos será sepultado nesta quarta-feira (7), no Cemitério São João da Batista.

A Polícia Civil informou que um boletim de ocorrência por desacato e comunicação de óbito foi registrado. O caso segue em investigação.

Até a publicação desta reportagem, o HLOB não se manifestou sobre o ocorrido.

Em nota, a Secretaria de Administração Penitenciária (SAP) confirmou o ocorrido e disse que diligências apuram o ocorrido.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *