Músicas do álbum lançado em 2003 ganharam novos arranjos e voltaram ao repertório; comemoração de 20 anos coincide com a 20ª edição do João Rock, onde ela se apresenta neste sábado (3).

Há 20 anos, uma cantora baiana surpreendeu o Brasil ao ignorar estereótipos de gênero (social e musical) e fazer com que seu novo álbum de rock ficasse entre os mais tocados no país. Ela emplacou hits como “Equalize” e “Teto de Vidro”, e o disco “Admirável Chip Novo” conquistou o título de Revelação no Prêmio Multishow de Música Brasileira. Assim, Pitty ganhou projeção na cena musical e – já à frente do seu tempo – virou um ícone feminista e libertário.

Já em 2023, a também compositora propõe celebrar essas duas décadas de sucesso com a apresentação aos fãs de versões revitalizadas de todas as canções do álbum. A recém-lançada turnê “ACNXX” será apresentada e transmitida pela primeira vez na 20ª edição do João Rock.

“Esse será um show ACNXX com surpresas e fazendo a celebração do disco no presente, colocado no [contexto] atual. É a primeira vez que a turnê será televisionada, então é mais uma estreia no João Rock”, destaca a cantora, que vai se apresentar no palco principal do festival, no sábado (3).

Músicas que envelheceram bem
Considerado um dos álbuns mais marcantes do rock nacional, “Admirável Chip Novo” vendeu 250 mil cópias somente no ano em que foi lançado. Agora, chega a 2023 somando 206 milhões de reproduções somente no YouTube.

Para Pitty, o sucesso contínuo é uma indicação que as composições ainda fazem sentido para muita gente, mesmo que tenham ganhado novos significados.

“Eu acho que é uma percepção, em primeiro lugar, do próprio público, que há um tempo comenta comigo nas redes sociais, citando as letras do ACN, que passaram a ter outro entendimento delas no contexto em que vivemos hoje. As músicas falam sobre feminismo, autoaceitação e tecnologia, entre outros assuntos, desde uma época em que não se falava tanto disso como agora”, avalia.

Além da turnê ACNXX, o clássico álbum foi relançado nas plataformas digitais com maior qualidade sonora e acompanhado de versões remasterizadas full HD dos videoclipes “Teto de Vidro”, “Admirável Chip Novo”, “Máscara”, “Equalize”, “Semana que Vem” e “I Wanna Be”.

Ainda dentro da proposta de revitalização, aos poucos, vídeos curtos estão sendo divulgados, comparando as qualidades das produções originais e dos “atualizados”.

De acordo com Pitty, é repaginando a forma, com elementos e tecnologias novas, mas preservando o conteúdo que a comemoração dos 20 anos faz uma releitura dos sucessos a partir do lugar que eles têm no mundo atual.

“Claro que, se eu fosse gravar hoje, seria um disco diferente e teria mais recursos tecnológicos. Mas não mudaria nada. Acredito que cada disco é reflexo de um tempo, de um momento, aquelas inspirações e aqueles resultados”, pondera, evitando um olhar saudosista.

Duas décadas de histórias compartilhadas
Os 20 anos de “Admirável Chip Novo” coincidem com o 20º João Rock, unindo uma relação que Pitty define como “longeva” – a cantora se apresentou várias vezes desde a primeira edição do festival.

“Lá, me sinto em casa. É um palco que sempre me deu espaço para levar coisas novas, propor novas ideias. Para mim, é uma alegria compartilhar essa história com o festival. Me sinto feliz e pertencente”, revela.

Mas apesar de ser “figurinha carimbada” – está será a apresentação de 13 dela no festival -, a cantora garante que o show, o qual também assina como diretora, será cheio de novidades.

“Eu venho tocando em todas as edições, mas com trabalhos diferentes. A cada ano, faço um show no festival. Isso que é bacana. A turnê [ACNXX] estreou um pouquinho antes e será um show diferente de todos os outros anos”, promete.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *