João Augusto Liberato publicou nas redes sociais um desabafo em que disse ter muito a dizer, mas que respeitou as regras da audiência que trata da união estável da mãe, Rose Miriam di Matteo, com o apresentador.

O filho do apresentador Gugu Liberato, João Augusto Liberato, se pronunciou sobre a audiência realizada na segunda-feira (24) que trata da união estável da mãe, Rose Miriam di Matteo, com o apresentador.

Caso fique comprovada a relação de Rose com o apresentador, ela terá direito a metade da herança.

No testamento, assinado em 2011, Gugu não reconheceu Rose Miriam como companheira em união estável.

O patrimônio deixado por ele é avaliado em R$ 1 bilhão. 75% desse valor seria destinado aos filhos e o restante, 25%, aos cinco sobrinhos. (entenda caso mais abaixo).

Em uma publicação no Instagram, João Augusto negou que ficou em silêncio na audiência por vontade própria. Segundo ele, foi necessário respeitar as regras da Justiça durante o processo, que ouvia naquele momento suas irmãs gêmeas, Marina e Sofia.

Marina e Sofia se pronunciaram a favor de reconhecer a união de Rose Miriam com Gugu ao serem questionadas na 9ª Vara da Família e Sucessões do Foro Central de São Paulo, na manhã de segunda-feira.

“Fiquei muito surpreso quando falaram que decidi ficar calado. Porque, pelo contrário, tenho muito para falar e até tive que me segurar para não falar quando não era o momento. Foi muito triste ver e ouvir tantas coisas que não eram verdadeiras, mas eu respeitei as regras da audiência.”

Se a Justiça reconhecer a união estável, Rose Miriam passa a ter direito ao espólio de Gugu. Rose e as filhas são representadas pelo advogado Nelson Wilians. Além das gêmeas, ela também é mãe de João Augusto.

Conforme apurado pelo g1, João Augusto Liberato, embora presente na audiência, não teria dado nenhuma declaração.

A irmã do apresentador, Aparecida Liberato, e o sobrinho, André Liberato, também estavam presentes e não se manifestaram.

“As gêmeas Marina e Sofia sempre estiveram ao lado da mãe na busca dela pelo reconhecimento de união estável na Justiça. Todos os elementos comprovam que Rose e Gugu mantinham uma relação pública, notória, duradoura, contínua e com objetivo de constituir família. Reafirmamos acreditar que, a cada dia, estamos mais próximos de vermos a justiça ser feita”, disse o advogado Wilians.

Aparecida e João Liberato são representados pelo advogado Dilermando Cigagna. Procurado, ele disse que não comenta o caso.

O processo corre em segredo de Justiça.

Entenda o caso
Gugu morreu em 2019 após um acidente doméstico na casa da família, em Orlando (EUA);
Os filhos entraram em uma disputa pela herança;
No testamento, assinado em 2011, Gugu não reconheceu Rose Miriam como companheira em união estável;
O patrimônio deixado pelo apresentador é avaliado em R$ 1 bilhão. Sendo que 75% seria destinado aos filhos e o restante, 25%, aos cinco sobrinhos;
Gugu nomeou a própria irmã, Aparecida Liberato, como responsável por cuidar de seu espólio;
Rose, mãe das gêmeas, contestou e entrou na Justiça para cobrar valores relativos à pensão que ela recebe do espólio — bens divididos entre os herdeiros — de Gugu Liberato.
 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *