Representantes do Sindicato Nacional das Distribuidoras de Combustíveis e do Núcleo de Postos da Acirp dizem que dados da ANP são reflexo parcial dos valores praticados.

A redução nos preços dos combustíveis anunciada para as distribuidoras na semana passada pela Petrobras parece ainda não ter chegado aos postos de combustíveis em Ribeirão Preto (SP). O valor no litro da gasolina caiu R$ 0,05, segundo a pesquisa mais recente da Agência Nacional de Petróleo (ANP), em comparação à semana anterior.

O valor está bem abaixo da expectativa de queda de R$ 0,28 informada pelo Núcleo Postos, entidade que representa 85 postos de combustíveis na cidade.

Com relação ao diesel, o resultado contrariou a queda de R$ 0,38 no litro. Nos últimos dias, o diesel S10 subiu R$ 0,14 e o comum, R$ 0,18.

Combustível em Ribeirão Preto
Preço médio da gasolina

De 14 a 20/5: R$ 5,42
De 7 a 13/5: R$ 5,47
Preço médio do etanol

De 14 a 20/5: R$ 3,88
De 7 a 13/5: R$ 3,94
Preço médio do diesel

De 14 a 20/5: R$ 5,54 (comum) e R$ 5,66 (S10)
De 7 a 13/5: R$ 5,36 (comum) e R$ 5,52 (S10)

Pesquisa reflete pela metade
Presidente do Sindicato Nacional das Distribuidoras de Combustíveis, Valdemar de Bortoli Júnior explica que a queda pode ainda não ter sido expressiva na pesquisa da ANP em função do período da coleta de dados. O último levantamento diz respeito aos preços encontrados de 14 a 20 de maio.

“A ANP pesquisa de segunda a sexta-feira. A baixa veio na quarta-feira (17). Ainda não deu o reflexo dessa baixa nos postos”, explica.

Fernando Rocca, presidente do Núcleo de Postos da Associação Comercial de Ribeirão Preto, afirma que essa metodologia de pesquisa tem uma certa defasagem por conta dos dias. Segundo Rocca, os valores praticados nos postos de combustíveis da cidade já estão diferentes.

“Isso vai depender sempre do custo ou da localização do posto, se ele é bandeirado ou não. E o posto sempre é livre pra colocar o preço que ele quer”, explica o presidente. “O posto revendedor acaba praticando o preço que paga as contas do posto e torna a empresa rentável”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *