Decisão levou conta decreto estadual publicado pelo governador Tarcísio Gomes de Freitas (Republicanos).

A Prefeitura de Presidente Prudente (SP) revogou nesta segunda-feira (22) a obrigatoriedade do uso de máscara de proteção facial em locais destinados à prestação de serviços de saúde e nos meios de transporte coletivo de passageiros, medida que era adotada desde 2020 como forma de prevenir a proliferação da Covid-19.

A decisão tomada pelo prefeito Ed Thomas (sem partido) levou em consideração o decreto publicado em março deste ano pelo governador Tarcísio Gomes de Freitas (Republicanos), que revogou o uso de máscaras de proteção facial nos espaços de acesso ao público localizados no território estadual.

No último dia 5 de maio, a Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou que a Covid-19 não é mais uma Emergência de Saúde Pública de Importância Internacional (ESPII). A decisão foi motivada pela queda no número de casos e de mortes pela doença, aliada ao avanço da vacinação da população. Pelas estimativas da OMS, desde 2020, a doença matou mais de 7 milhões de pessoas em todo o mundo, um número que pode ser ainda mais alto.

Em Presidente Prudente, foram mais de 71 mil casos e 1.090 mortes ocasionadas pela doença desde o alerta emitido pela organização para o surto do novo coronavírus, em janeiro de 2020.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *