Nicanor dos Santos Modesto Junior era alvo de um mandado de prisão expedido pela Justiça de São Paulo e foi localizado durante uma fiscalização de rotina na BR-381, na Região Central de MG.

O fisioterapeuta Nicanor dos Santos Modesto Junior, de 46 anos, suspeito de estuprar uma mulher dentro da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital de São Paulo, foi preso pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) em João Monlevade, na Região Central de Minas Gerais, neste sábado (20).

Segundo a PRF, a prisão ocorreu durante uma fiscalização de rotina no km 354 da BR-381. Ao abordarem a caminhonete em que o fisioterapeuta estava, com placa de Camaçari (BA), os policiais verificaram que havia um mandado de prisão por estupro expedido pela Justiça de São Paulo contra ele.

O homem foi encaminhado para a delegacia de João Monlevade.

A prisão de Nicanor dos Santos Modesto Junior foi decretada pela Justiça de São Paulo em março deste ano. Ele estava foragido.

O fisioterapeuta é suspeito de ter estuprado uma paciente de 29 anos em janeiro, quando a vítima se recuperava de uma cirurgia na coluna, segundo a denúncia do Ministério Público (MP). De acordo com a promotoria, o homem tirou o avental da paciente, deixou-a nua e inseriu os dedos na vagina dela.

A Justiça aceitou a denúncia, e Nicanor se tornou réu por estupro de vulnerável. Ele também já foi acusado de outros três crimes sexuais.

O fisioterapeuta é suspeito de ter abusado de uma mulher grávida, em uma maternidade de Guarulhos, na Grande São Paulo, em 2021. Segundo o MP, a vítima tinha 19 anos à época e estava em um leito isolado com suspeita de Covid. Nicanor é réu nesse processo por violação sexual mediante fraude.

Em 2014, o homem foi acusado de tentar matar uma mulher que o havia denunciado à polícia argentina por ter abusado sexualmente da filha dela, de 10 anos, em Buenos Aires.

Já em 2007, Nicanor foi acusado por uma mulher de beijar na boca a filha dela, de 7 anos, em Salvador, na Bahia. Ele se tornou réu neste caso, mas a Justiça arquivou o processo no mesmo ano.

O que diz a PRF
Leia a íntegra da nota:

“Sobre o fato registrado na manhã de ontem (20/5) em João Monlevade, a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) informa que foi cumprido o mandado de prisão em desfavor de um homem, de 46 anos. Após os procedimentos de polícia judiciária, ele foi encaminhado ao presídio e encontra-se à disposição da justiça.”

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *