Denúncia foi registrada na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Sorocaba (SP). Prisão ocorreu após cumprimento de mandado.

O ex-vereador Emilio Souza de Oliveira, mais conhecido como Emilio Ruby, foi preso na sexta-feira (14) por estupro de vulnerável. Uma denúncia contra foi registrada na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Sorocaba (SP), que investiga o caso.

Conforme apurado pelo g1, Ruby foi preso na casa dele, que fica no Jardim Cecilio Manoel, em cumprimento de mandado de prisão. Ele foi encaminhado para o Plantão da Zona Norte, onde passou por audiência de custódia.

No entanto, de acordo com o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), o caso segue sob sigilo e não foram divulgadas informações sobre o resultado da audiência. Já a Polícia Civil informou que segue fazendo diligências e que há uma investigação em andamento.

O g1 tentou contato com a defesa do ex-vereador, mas não teve retorno até a última atualização desta reportagem.

“Mensalinho”
Em 2020, o Tribunal de Justiça de São Paulo condenou Emilio Ruby pela cobrança de “mensalinho” dos funcionários do gabinete dele durante o mandato de 2012. A condenação é por improbidade administrativa.

Além disso, ele perdeu os direitos políticos por oito anos e não vai poder fazer contratações com o poder público por esse mesmo tempo.

A decisão foi baseada na condição de que Emilio Ruby coagia os ex-assessores a transferirem parte do salário que recebiam, ameaçando a exoneração desses profissionais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *