ANDRADINA – A Polícia Militar prendeu na noite de sexta-feira (17), o jovem Layton Fernando Maceno da Silva, de 24 anos, residente na rua São Mário, Vila Botega, acusado de trafico de entorpecente. Com ele foi localizada uma porção de crack pesando 3 gramas. Encaminhado ao plantão policial, foi indiciado e permaneceu à disposição da Justiça. A droga foi apreendida pela Polícia Civil.

Rapaz foi indiciado por tráfico de entorpecente, permanecendo preso até a audiência de custódia, quando juiz liberou-o para responder em liberdade. Foto: MANOEL MESSIAS/Agência
Rapaz foi indiciado por tráfico de entorpecente, permanecendo preso até a audiência de custódia, quando juiz liberou-o para responder em liberdade. Foto: MANOEL MESSIAS/Agência
Foi apreendida uma pedra de crack pesando 3 gramas. Foto: MANOEL MESSIAS/Agência

A prisão do acusado aconteceu quando uma equipe de Força Tática  com o sargento PM Oliveira, cabos PMs Coutinho e Magno realizava patrulhamento pelo bairro Santo Antônio, ao passar pelo cruzamento das ruas Aquidauana com Floriano Peixoto, avistou-o em atitude suspeita.

Quando ele percebeu a aproximação da viatura militar, portou-se de maneira suspeita e demonstrou nervosismo, sendo rapidamente abordado e revistado, quando foi localizada a pedra de crack com o peso de 3 gramas.

Questionado a respeito da droga, informou aos policiais militares que não estava traficando e que iria “cheirar” a pedra de crack. Perguntado como faria isso, disse que triturava a pedra até ela virar pó e depois aspirava, igual cocaína. A informação até surpreendeu os presentes, já que essa modalidade de vício até então não era do conhecimento.

Vale lembrar que o crack é um subproduto da cocaína, contendo mais produtos químicos, mais sujeira, e pode causas lesões cerebrais graves a quem o consume.

Ela já tem passagem por tráfico de droga e porte de arma.

AUDIÊNCIA DE CUSTÓDIA

Encaminhado ao fórum local no sábado, 17, para ser ouvido em audiência de custódia, o juiz determinou que ele responda ao processo em liberdade.

MIL NOTICIAS/Agência

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here